Os 3 passos para se reposicionar no mercado

Reposicionamento foi o caminho escolhido por muitos que atuam na fotografia frente aos desafios dos últimos dois anos

Na série “Reposta Rápida” do YouTube abordei diversos cases de reposicionamento de mercado que servem de inspiração para qualquer negócio de fotografia. O fato é que a posição de mercado é crucial para o sucesso no negócio da fotografia. Se bem feita, vai orientar os esforços no composto do marketing: divulgação, preço, presença e produto. Veja, o que mais temos hoje no mercado são os negócios de foto do tipo “mais do mesmo”. Isso vale para fotógrafos, lojas de foto e negócios de impressão em geral. Vale inclusive para a indústria. Por que isso ocorre tanto? Talvez a resposta mais fácil seja: porque jogar no espaço da segurança e da mesmice gere algo. Ou pior: por falta de visão estratégica mesmo. Curiosamente esse momento de extrema mesmice apresenta uma grande oportunidade: pois em um ambiente com tudo tão parecido, o diferente tem boas chances de se destacar. Qual então é o caminho para se reposicionar?

1 – É um estudo do mercado (competidores, clientes e sobre você). Sem fazer esse balanço olhando para si mesmo em comparação com quem atua no mesmo setor ficará difícil estabelecer diferenças. Dito isso, o cliente também pode e deve dar caminhos para você. O que ele pensa, o que quer e como consome são perguntas que deveriam ser feitas para eles. E por fim, mas não menos relevante, quem é você de fato? O que acredita e como pode fazer com a sua identidade, valores e aquilo que te move na fotografia. 

2 – Marketing lateral. Talvez a resposta para o reposicionamento esteja aí do seu lado. O fotógrafo de casamento tem uma oportunidade latente com clientes já atendidos. É muito natural pensar em fotografar a família depois que ela casou em momentos variados e importantes. Esse é só um exemplo. O Google é sobre buscas, mas notou que ter um smartphone era lateral ao negócio já que ajudaria a movimentar e se posicionar frente a todo ecossistema online. Inclusive com fotografia. O marketing lateral serve como ferramenta para reposicionamento de serviços e produtos. Pense nisso. O que está aí pertinho que é oferta e você não está vendo? Veja mais sobre isso aqui: MARKETING LATERAL

3 – Cuidado com a coerência. Digamos que você entendeu sua nova posição de mercado. Digamos que você começou esse trabalho. O problema é que definir uma posição de mercado pede que você seja coerente em tudo. Da divulgação ao produto. Tudo tem que bater e estar alinhado com sua nova fase. Então cuidado com isso. Se o posicionamento é luxo, não dá para ter site e embalagem capenga.

Lembre-se que posição na mente das pessoas é sobre ocupar um lugar. E manter-se lá e não dá para ficar mudando toda a hora. E sobretudo tenha em mente que as pessoas sabem dizer quando o seu posicionamento é fake ou não bate com a realidade. Outra coisa: não dá para ser tudo para todo mundo. Ou seja, você terá que fazer escolhas.

O posicionamento de mercado é a base do plano de marketing. Se precisar de ajuda com isso conte com o Plano de MKT 2022. Saiba mais aqui: Eu Quero Meu Plano de Marketing

#fotografia #fotógrafo #marketingparafotógrafos #mercadofotográfico

0 comentário