“O objetivo do marketing é reduzir a necessidade de vender”

O bom marketing nem parece como tal. Não tem cara de anúncio e nem aparência de alguma ação promocional. Simples assim. Na prática é bem mais complicado do que isso. Como você vende algo se não propaga?

E o mais intrigante é que fotógrafos e negócios de fotografia em geral fazem justamente o contrário: anunciam antes na ânsia de vender. Só que não vendem direito porque não fizeram o trabalho anterior.

De planejar, criar uma linha mestra da segmentação, posicionamento da marca (com base na essência do negócio) e atacando no alvo (onde o público se encontra). Enfim, sem uma estratégia, sem foco no produto (ou serviço) tentar divulgar não vai dar resultado. Ou pior: vai levar a única saída viável. Baixar o preço e usar a divulgação para atrair os clientes com base nisso.

Nesse caso a ideia é vender o quanto antes. Se tenho que vender vou postar no Insta e no Face ou enviar um e-mail ou no WhatsApp. “PROMOÇÃO IMPERDÍVEL DO MEU ENSAIO EXCLUSIVO POR XXX REAIS”. A frase vai acompanhada de uma foto do seu trabalho e você recebe algumas curtidas, emojis ?, um obrigado e com sorte uma resposta do tipo: “vou falar com meu marido e te respondo”. Enfim, a gente já sabe qual é a resposta nessa última alternativa.

Marketing é a arte de criar valor genuíno aos clientes 

O processo envolve todos do mercado. Na ânsia de divulgar e aparecer, o fotógrafo promove sem pensar em todo o resto. Talvez a explicação aqui seja a parte da vaidade e da paixão. Amo as minhas fotos e quero mostrar para todo mundo. O fato é que nesse ponto está correto. A fotografia é, antes de mais nada, o marketing inicial. Sua foto passa uma mensagem (seja ela boa ou ruim).

O que falta, por outro lado, é gerar uma conversa. Pois a promoção no marketing 4.0 virou conversa. Como você faz para conversar com seus clientes? A confusão hoje no ramo é que vendas é marketing. Que você deve aplicar técnicas de vendas para atrair clientes. Mantê-los por perto já é outra história. O papel da venda é fechar o negócio. Gerar o faturamento. Por fim, isso é bem óbvio.

83 tipos de marketing

Atrair e manter clientes é papel do marketing. Qual você tem feito? A resposta é mais complexa do que parece. Você sabia que existem dezenas de tipos de marketing. Para ser mais exato…são mais de 80 estilos. Vamos ver alguns:

Marketing em tempo real – nas redes sociais você consegue conversar e sentir os desejos, necessidades agora. Acompanhando, perguntando, criando em colaboração. Não usar esse efeito do que ocorre ao vivo é um grande desperdício. Afinal, usar uma Live, um post no Instagram ou outra rede social se encaixa bem nesse exemplo…

Marketing de conteúdo – você como profissional da imagem gera conteúdos o tempo todo.  Seja com fotos, vídeos, textos, histórias ou relatos. Você aproveita esses conteúdos adaptados para cada canal? Pode ser combinado com suas redes sociais, no seu site e afins. Mas poderia até ser um evento presencial com parceiros e atraindo seus prospects e consumidores.

Marketing de permissão – é pegar sua base de seguidores e pedir a autorização deles para conversar com mais frequência. Foi a partir da criação desse tipo de marketing que surgiu o inbound marketing. Mas não adianta ter a autorização para criar pseudos histórias e bombardear seus clientes ou interessados com e-mails. Assim como utilizar outras formas de contato para tentar vender, pois dá na mesma que o velho estilo de vender, o tal do funil de vendas em tudo o que está relacionado no marketing digital. Gerar contatos e cadastros para enviar comunicação com frequência por e-mail e afins. A chance de se desgastar aqui é considerável.

Marketing