Mostra SP de Fotografia chega a sua 10a. edição com o tema “Amazônia Viva”

A partir de 25 de janeiro, data que marca o aniversário de 468 anos da cidade de São Paulo, o bairro da Vila Madalena volta a ser ocupado pela fotografia. Após um hiato de dois anos, a Mostra SP de Fotografia celebra dez anos de existência levando para muros, galerias, lojas e restaurantes dezesseis exposições /  fotógrafos convidados, cinco deles selecionados por meio de uma convocatória aberta para profissionais de todo o Brasil. Com curadoria assinada por Fernando Costa Netto, Mônica Maia, Leão Serva, Ivana Debértolis e Paulina Chamorro, a décima edição terá o tema “Amazônia Viva”. Além das exposições gratuitas de nomes como Ana Mendes, Araquém Alcântara, Eduardo Simões, Gisele Martins, Mauricio Lima, Paula Marina, Rogério Assis, para citar alguns, a Mostra contará ainda dentro da agenda paralela, um Ciclo de Conversas, online, Visita Guiada e o lançamento do livro “O Retrato da Fotografia Brasileira”, do fotógrafo Ale Ruaro.  

Raphael Alves

Nesta edição, os curadores homenageiam em uma das exposições, o trabalho do fotógrafo Lilo Clareto, que faleceu dia 21 de abril de 2021, uma das mais de 620 mil vítimas da Covid-19 no Brasil. Lilo dedicou os últimos 20 anos às grandes reportagens, ao lado da jornalista Eliane Brum, tendo como foco desde 2017, a vida amazônica e a defesa do meio ambiente, quando se mudou para Altamira, PA.

Paula Marina

Qual é a sua Amazônia? “Antes da pandemia, quando iniciamos as conversas sobre o tema da Mostra 2020, a Amazônia era consumida pelo fogo em milhares de pontos. O desmatamento atingia picos inéditos. O desmantelamento dos órgãos de controle e monitoramento, o fogo, a expansão dos garimpos ilegais, os ataques aos guardiões ancestrais, mais que dobraram. Dentro desse cenário, escolhemos prestar uma homenagem a nossa extraordinária floresta e a toda a forma de vida”, comenta o jornalista e curador Fernando Costa Netto. “Poderíamos ter norteado a pesquisa pelas infinitas denúncias, mas seria uma pena abdicar de tanta beleza. Estampar o tamanho daquela natureza é a forma que escolhemos para fazer política”, completa.  Para o Ciclo de Conversas, capitaneado pela jornalista ambiental Paulina Chamorro, que será transmitido de forma online através das redes da Mostra, ativistas, jornalistas, cientistas e representantes dos povos originários levarão para o centro do debate suas visões, descobertas e reflexões em busca de soluções em torno da maior floresta tropical do mundo. 

Mauricio Lima

A 10a edição da Mostra SP de Fotografia tem patrocínio da IBRAME, via Lei de Incentivo à Cultura, e Canon do Brasil. Conta com os apoios do Consulado do Canadá, Vento Leste Editora, Trip Editora, Casa Canon, ZIV Gallery, Civi-CO Hub de Impacto, Fhox, Everyday Brasil, Frida Projetos Culturais, Maná Produções, F2.8, Visual Print e Rede de Produtores Culturais da Fotografia no Brasil.

Serviço – 10a edição Mostra SP de Fotografia 

De 25 de janeiro a 26 de fevereiro

Gratuito