Libra: a nova criptomoeda do Facebook vem aí

Qualquer coisa que o Facebook faz costuma chamar muita atenção. Imagine então quando envolve a chegada de uma nova criptomoeda que vai circular já em 2020. De forma prática, veja como vai funcionar. Do que se sabe até agora pelo menos.

Basta converter dinheiro na moeda para poder enviar para amigos e afins. Ou fazer saques, etc. Obviamente tudo dentro da plataforma Facebook. Com mais de 2 bilhões de usuários, a rede social é a maior do mundo e integra WhatsApp e Instagram.

Para quando é? 2020.

Quem está nessa? Quase 30 empresas parceiras. Entre elas gigantes globais como Uber, Visa, Mastercard e Spotify. Cada uma dessas grandes marcas pagaram uma taxa de 10 milhões de dólares para entrar como parceira.

Para quem é? Para a comunidade global. Tudo indica que é mais indicado para pessoas que não tem conta em banco. Para transferências e operações bancárias com taxas mais baixas ou isentas. Dados do Banco Mundial mostram que metade da população global não tem conta em banco.


Quem desenvolveu a tecnologia? Calibra, uma subsidiária do Facebook. A empresa usou blockchain para tanto. Não se sabe ainda ao certo como o blockchain vai atuar dentro do processo. Talvez a tecnologia blockchain seja a escolha justamente porque o Facebook descentralizou a atuação com os parceiros.

Como ela opera dentro dos canais do Facebook? Com uma carteira no Messenger, no WhatsApp e ainda um aplicativo próprio. Será voltada para a comunidade global. Porém, parece que a Índia será um dos mercados iniciais com maior enfoque. Naquele país, já são mais de 200 milhões de usuários do WhatsApp. Aliás, o país lidera mundialmente em remessas internacionais. O que explicaria o interesse do Facebook pela região.

>> Participe da nova turma da Escola de Negócios FHOX em junho

O que parece claro é que o Facebook está seguindo pela trilha do WeChat de integrar meios de pagamento e compras e afins dentro da plataforma.

Concorrentes: Western Union e PayPal e outras plataformas de pagamento globais como a TransferWise. A Libra vai combater essas marcas que atuam em todo o planeta seja com lojas ou 100% online. Interessante é que PayPal é parceiro do Libra. A diferença da Libra para Venmo, PayPal e afins é que a criptomoeda do Facebook será atrelada a diversas moedas. Diferente dos concorrentes que só trabalham com dólar e euro.