Foto+Produto: a simplicidade sofisticada de Alê Bruny

Foto: Alê Bruny


A fotógrafa Alê Bruny fica na ponte Porto Alegre/São Paulo. Desde 2008 atua profissionalmente na fotografia e a partir de 2012 passou a atuar na fotografia de família. Alê trocou o direito pela ofício de registrar os momentos mais felizes das pessoas e nesse sentido tem feito um trabalho de alto nível e consistente. Alê venceu com uma ideia de um produto impresso ao estilo retrospectiva com apelo interessante no design e muitas possibilidades de recorrência. Confira a entrevista abaixo e aproveite para seguir a fotógrafa. @alebrunyfotografia • Fotos e vídeos do Instagram

FHOX – Como trocou o direito pela fotografia?

Alê Bruny – Sempre tive uma ligação muito forte com a fotografia. Nas viagens e festas da família sempre era escalada para os cliques. Quando minhas filhas gêmeas nasceram, as circunstâncias da vida me levaram a planejar 1 ano sabático. O plano era cuidar delas nesse período e, após, me reciclar e voltar para o universo jurídico. Mas nesse período, pela primeira vez, comecei a pensar na importância da fotografia na minha vida e a advocacia se tornou uma paixão mantida em um cantinho especial do coração e observada a distância. Me dei conta de que embora eu tivesse o hábito de fotografar muito, eram pouquíssimas as lembranças que eu possuía da minha infância e dos meus pais já falecidos. Estas poucas fotos que ficaram são as únicas lembranças que possuo deles. Quantas histórias se perderam no tempo? Quanto cada uma destas histórias perdidas teriam sido a base para eu ter escrito a minha vida de forma diferente? Estas perguntas me levaram à certeza de que faria diferente com as minhas filhas, passei a pensar no legado que deixaremos para elas enquanto família. Elas tinham meses quando fiz meu primeiro curso de fotografia básico e, desde então, respiro fotografia todos os dias.

Foto: Alê Bruny


FHOX – como foi parar na fotografia de família?

Alê Bruny – Apesar da minha essência estar na família, no começo fotografei de tudo. Casamentos, formaturas, eventos corporativos, produtos. Isso foi muito importante para aprimorar minha técnica e também para iniciar minha base no mercado. Em 2012 resolvi focar na fotografia de família, na minha missão de participar ativamente na construção de legados para outras famílias.

FHOX – Qual a sensação de ganhar com o melhor produto?

Alê Bruny – Uma das sensações mais maravilhosas em meio a toda loucura que se transformou o ano de 2020. 

Eu nunca fui de participar de concursos. Quando decidi participar do “Foto + Produto” estava em busca de algo que me provocasse a ir atrás de novos horizontes em que houvesse a possibilidade de conciliar minha missão de construir legados com o “novo normal” imposto pela pandemia e o necessário distanciamento social. 

Amadurecer minhas próprias idéias e tê-las avaliadas pelos meus pares me fez perceber todo o potencial deste projeto. Isto é muito gratificante!

Um verdadeiro diário já diagramado com as notícias e situações marcantes da rotina do ano que passou


FHOX – conte sobre sua idei