Fotógrafos para seguir e acompanhar sobre a situação na Ucrânia

O site The Art NewsPaper divulgou a lista com 8 fotógrafos para quem quiser seguir e ver sob a ótica de fotojornalistas referência que estão na região

Trata-se de uma lista com alguns dos principais fotojornalistas sérios e que relatando neste momento no a situação na região e na linha de frente da guerra. Todos representando algumas das organizações de mídia mais respeitadas do mundo. Eles compartilham os acontecimentos tanto no Instagram quanto no Twitter.

1. Emilio Morenatti – fotógrafo-chefe da Associated Press na Espanha e portugal e vencedor do Prêmio Pulitzer. Morenatti inicialmente estudou design gráfico, e começou a trabalhar como fotojornalista para um jornal local em 1989. Ele trabalha exclusivamente para a Associated Press desde março de 2004, e cobriu conflitos em Jerusalém, Gaza e Paquistão e Afeganistão, onde sua perna esquerda foi arrancada por uma explosão de bomba em 2009. Ele ganhou os prêmios Pulitzer e World Press Photo e ainda atua em zonas de conflito. Siga aqui: https://www.instagram.com/emilio_morenatti/

2. Lynsey Addorio – A fotógrafa escreveu recentemente no Insta: “Os civis costumam pagar o preço mais alto na guerra. Imagens do leste da Ucrânia nos últimos dias em missão para o New York Times.”

As imagens que ela postou se concentraram principalmente em mulheres ucranianas e seus filhos pequenos, muitas vezes em estações de trem dentro e ao redor de Kiev. Uma imagem, de uma mulher segurando seu bebê, está posicionada ao lado de um homem usando um casaco — uma pomba branca, símbolo da paz, é bordada em suas costas.

Addario é considerada um dos fotojornalistas mais influentes de sua geração, e contribui mais regularmente para o National Geographic e o New York Times. Ela é uma ganhadora do Prêmio Pulitzer.

Ela cobriu quase todos os grandes conflitos e crises humanitárias das últimas duas décadas, tornando às vezes visíveis conflitos distantes, tangíveis e compreensíveis. Siga aqui: https://www.instagram.com/lynseyaddario

3. Wolfgang Schwan – Wolfgang Schwan é um fotógrafo de documentários atualmente sediado na Filadélfia, EUA. Ele é membro da Associação Nacional de Fotógrafos de Imprensa e está na Ucrânia fotografando para a Anadolu Images. https://www.instagram.com/wolfgang_schwan/

4. Aris Messinis – Aris Messinis, fotógrafo-chefe da AFP na Grécia, também está relatando chuhuiv neste exato momento. Messinis nasceu em 1977 em Tessalônica, Grécia. Fotógrafo autodidata, ele começou em 1997 como um stringer para a Associated Press em 1997 e tem sido o fotógrafo-chefe do departamento de fotos da AFP em Atenas, Grécia, desde 2006. Antes Messinis era mais conhecido por suas imagens da crise dos migrantes de 2018, que ele cobriu ao passar duas semanas a bordo de um barco de ONG resgatando migrantes da Líbia que tentavam atravessar o Mediterrâneo em botes infláveis lotados. Siga aqui: https://www.instagram.com/aris.messinis/

5. Chris McGrath –  fotógrafo australiano Chris McGrath é um fotojornalista veterano de Getty. McGrath começou sua carreira fotográfica em um jornal regional em Queensland, Austrália, antes de ingressar na Getty Images como fotógrafo com sede em Sydney. Ele trabalha na agência de fotografia nos últimos 19 anos. Ele estava recentemente na região da Kiev. Siga aqui: https://www.instagram.com/cmcgrath_photo/

6. Erin Trieb – Trieb é uma fotojornalista americana e colaboradora regular do New York TimesSmithsonian Magazine e National Geographic, ela estava recentemente nas ruas de Kiev; ruas desertas e cheias de tráfego enquanto as pessoas tentam deixar a cidade. Siga aqui: https://www.instagram.com/erintrieb

Erin descreve seu trabalho como focado em “temas voltados para questões sociais, como identidade cultural, trauma da guerra e feminismo”. Mesmo no meio da guerra, ela tem a capacidade de encontrar momentos atenciosos e empáticos de perseverança humana. Como ela escreveu esta semana: “Os ucranianos com quem falei estavam em choque e descrença, e muitos disseram que nunca pensaram que isso poderia realmente acontecer. Apesar do caos e do medo, as pessoas permaneceram relativamente calmas.”

7. Mstyslav Chernov – Mstyslav Chernov é um fotógrafo ucraniano, nascido no leste do país em 1985. Ele passou as últimas semanas reportando da região antes da invasão propriamente dita. Chernov agora trabalha como jornalista da Associated Press. Em 2013, tornou-se presidente da Associação Ucraniana de Fotógrafos Profissionais (UAPF). Ele continua a relatar como o país de seu nascimento é bombardeado. Siga aqui: https://www.instagram.com/mstyslav.chernov/

8. Mikhail Palinchak – Mikhail Palinchak nasceu em 1985 em Uzhgorod, uma pequena cidade no oeste da Ucrânia, e agora está sediada na capital Kiev. É membro da Alternativa Fotográfica Ucraniana (UPHA) desde 2012 e membro da Associação Ucraniana de Fotógrafos Profissionais (UAPF) desde 2014. Siga aqui: https://www.instagram.com/mpalinchakphoto/