Fotógrafa passa horas em cima de ponte e clica colorido de vendedores de flores e frutas



Após viver no país durante vários anos, a fotógrafa holandesa Loes Heerink passou a conhecer o cotidiano destes vendedores e decidiu registrar a beleza que há por trás do ofício. Tratam-se muitas vezes de mulheres imigrantes que passam a vender flores ou frutas como única forma de se sustentar.

Loes Heerink

Vendedores de flores e frutas do Vietnã. Foto: Loes Heerink.


De acordo com o My Modern Met, os comerciantes acordam por volta das quatro da manhã, carregam suas bicicletas com as mercadorias e pedalam quilômetros para vender os produtos.

Loes decidiu registrá-los do alto de uma ponte em Hanói, onde consegue fotografar suas jornadas diárias do alto. Durante horas, ela espera para clicar estas bicicletas carregadas de cores e histórias.

Loes Heerink

Vendedores de flores e frutas do Vietnã. Foto: Loes Heerink.


Loes Heerink

Vendedores de flores e frutas do Vietnã. Foto: Loes Heerink.


Loes Heerink

Vendedores de flores e frutas do Vietnã. Foto: Loes Heerink.


A fotógrafa buscou financiamento coletivo para expandir a série de imagens e transformá-la em um livro, com entrevistas com alguns dos trabalhadores clicados. O projeto, como era de se esperar, foi um grande sucesso.

Inicialmente, a ideia era arrecadar o equivalente a 3,700 euros, valor suficiente para cobrir os custos de uma nova viagem ao Vietnã e a publicação da obra. Entretanto, as contribuições somaram mais de 12 mil euros.