13ª SP-Foto estreita vínculos entre a fotografia brasileira e a cena internacional

A SP-Foto – Feira de Fotografia de São Paulo chega à sua 13ª edição firmando-se como o mais relevante evento de fotografia do Brasil. De 21 a 25 de agosto, a Feira ocupa toda a área de eventos do Shopping JK Iguatemi e reúne as principais galerias, museus e editoras que atuam com fotografia no País. Entre os 43 expositores, retornam as galerias Fortes D’Aloia & Gabriel, Mendes Wood DM, Vermelho, Mario Cohen, Silvia Cintra + Box 4, Luciana Caravello, Luciana Brito Galeria, além de casas especializadas em fotografia vintagecomo a Fólio, a Utópica e a MaPa. Estreiam as galerias Almeida e Dale+ Leme/AD (São Paulo), Galería Zielinsky (Barcelona) e LAMB Arts (Londres, São Paulo).

SP-Foto

Luiz Braga (Galeria Almeida e Dale), Ayrson Heráclito (Portas Vilaseca Galeria), Sebastião Salgado (Galeria Mário Cohen)


De Maureen Bisilliat a Bárbara Wagner, atividades como o Circuito Ateliês Abertos, o Meet the Artists e a parceria inédita com a Escrevedeira, espaço de eventos literários, a programação da SP-Foto amplia o contato do público com nomes ascendentes e consagrados da fotografia nacional. Além disso, o evento intensifica o interesse internacional pela fotografia brasileira convidando sete especialistas estrangeiras ligadas a instituições renomadas de arte contemporânea. As curadoras Margot Norton (New Museum, EUA), Barbara Tannenbaum(Cleveland Museum, EUA) e Julieta González (Jumex, México) engrossam reflexões candentes ao mundo da fotografia no Talks desta edição.

Destaques

Para enriquecer a cena de fotografia e arte contemporânea do Brasil, a SP-Foto traz ao público nomes nacionais e internacionais em efervescência nos principais pólos artísticos do mundo. A Mendes Wood DM, uma das mais influentes galerias brasileiras no exterior, apresenta imagens singulares de duas figuras históricas da arte norte-americana: uma série em cores da fotógrafa Francesca Woodman, expostas em 2017 na Fondation Henri Cartier-Bresson (França), e registros das intervenções de Gordon Matta-Clark, nome seminal para a expansão das artes visuais na Nova York dos anos 1970. Também se destacam na seleção da galeria os artistas brasileiros Luiz Roque e Sofia Borges.

[media-credit name=”Luiz Braga” align=”alignnone” width=”1024″]

A Vermelho destaca as artistas Cinthia Marcelle, única brasileira com menção honrosa na Bienal de Veneza, e Ana Maria Tavares, que apresenta obra inédita da série Skena in acqua, com fotografias bordadas.

A Dan Galeria apresenta o espanhol José Manuel Ballester com uma série de imagens emblemáticas de São Paulo que retratam ícones como o Pavilhão Ciccillo Matarazzo e o Edifício Copan. Figura mais conhecida por aqui, o britânico Martin Parr retrata com humor e sarcasmo os costumes da contemporaneidade. Suas fotografias são expostas pela Galeria Lume.

[media-credit name=”Ayrson Heraclito” align=”alignnone” width=”1024″]

É possível localizar certos eixos temáticos que atravessam a Feira. Artistas como Denise Milan (Galeria Lume) e Caio Reisewitz (Luciana Brito Galeria) refletem acerca de tragédias socioambientais que colocam em risco a vida do planeta. Em outra chave, tanto Janaina Tschäpe (Fortes D’Aloia & Gabriel) como Luciana Magno (Janaina Torres) registram performances que relacionam o mundo interior e a natureza exterior.

Ao todo, a SP-Foto reúne mais de 80 anos de história da fotografia. A MaPa