O ensaio de Gestante x Os irmãozinhos mais velhos

por Revista FHOX Publicado há 2 semanas atrás | por Fernanda Giarato

Quem é irmão mais velho sabe qual a ansiedade de ganhar um irmãozinho… eu por exemplo, quando tinha três anos e descobri que minha mãe estava grávida, dizia que se não fosse uma menina, eu iria jogar ele no lixo. Meu irmão chegou, fomos irmãos que dividimos amor, brincamos e brigamos muito na infância e na adolescência, fomos companheiros e hoje somos grandes amigos!

02Fernanda Giarato

Para algumas crianças, saber que será o irmão mais velho é a maior alegria do mundo, já para outras, uma das maiores frustrações é saber que irá ter que dividir o amor, a atenção e tudo mais com uma criança nova na área. Isso a mamãe começa sentir desde o primeiro momento, quando a notícia é dada. Um dos momentos de mais sensibilidade é no dia do ensaio de gestante.

Eu tive a experiência de fotografar as 2 gestações da Priscila Rossi (fotógrafa e psicóloga). Após o ensaio de sua pimeira gestação, nos tornamos grandes amigas e quando aconteceu o segundo ensaio da gestação do Theo a situação foi outra, com a Ivy com quase 3 aninhos. Como a Pri também é psicóloga, pedi para que ela me ajudasse a escrever este post, explicando o que se passa na cabeça das crianças neste momento.

03Fernanda Giarato

“A gravidez marca o início de uma nova fase para toda a família. A estrutura familiar que existia antes da gravidez, com o passar do tempo e com o crescimento da barriga, vai deixando de existir. É uma fase de mudanças para os pais, mas esses já estão mais preparados para os desafios que virão. O impacto psicológico é muito maior na vida do irmão (ou dos irmãos) mais velhos. Em breve, aquela criança passará a assumir um outro papel dentro daquela família e, independente da idade, em maior ou menor grau, isso causa desconforto, ansiedade e insegurança. Deixar o filho mais velho participar dessa fase é uma maneira de iniciar a conexão entre os irmãos e, do meu ponto de vista, o ensaio de gestante é uma excelente oportunidade pra isso.

Embora pareça que crianças mais velhas aceitem melhor a condição de irmão mais velho, por já ter adquirido condições cognitivas para entender esse papel, o momento de estresse gerado por essa nova fase pode gerar insegurança. Pra isso, o melhor é uma boa conversa e deixar a criança participar e se sentir importante em todo o processo. Certamente isso vai ajudar na confiança e auto-estima para que ele lide melhor com a situação e tudo que está por vir.

Quando a gravidez acontece logo após a primeira e o filho mais velho tem em torno de um ano, um ano e meio, esse bebê ainda está muito focado em si mesmo, em melhorar e desenvolver habilidades como falar e andar. Sendo assim, ele somente se dará conta da chegada do irmão quando isso, de fato, acontecer.

Crianças na fase de dois a três anos, além de estarem passando por um momento delicado do desenvolvimento infantil, ainda precisam lidar com a chegada de mais um membro na família. Embora elas não tenham compreensão clara ainda do que isso significa, já que nessa fase elas ainda lidam somente com coisas concretas, as crianças percebem que algo está mudando e isso gera estresse.

Algumas vezes, como aconteceu comigo, no dia do ensaio de gestante é o momento em que a criança percebe que ela nem sempre será mais o centro das atenções. E, como nessa fase a criança não tem maturidade pra lidar com seus sentimentos, começam as birras, choro, recusa em participar da sessão e reações agressivas. No meu caso foi exatamente assim e, embora eu conheça teoricamente esse comportamento, foi um momento de muita apreensão, já que junto com tudo isso nós temos expectativas como mães pra esse ensaio. O papel da Fernanda foi fundamental nesse dia. Nós paramos o ensaio pra que eu pudesse atender a Ivy e, a partir do momento que ela se sentiu segura e parte importante do ensaio, as fotos fluíram e ficaram maravilhosas.” – Priscila Rossi

Ensaio externo PriscilaFernanda Giarato
Ensaio externo Priscila
Ensaio interno PriscilaFernanda Giarato
Ensaio interno Priscila

Nós fotógrafos nunca sabemos o que esperar de um ensaio quando um casal tem um ou mais filhos. Nesses 7 anos de fotografia já passei por muitas experiências negativas, mas na grande maioria das vezes tudo deu certo e o ensaio fluiu com um resultado muito satisfatório para mim e para família fotografada.

04Fernanda Giarato

Algumas dicas são:
1- Seja você, não force uma situação com a criança desde o primeiro contato. Sua amizade com ela tem vir com naturalidade.
2- Junto com os pais, mostre o quanto é importante a presença dela nas fotos.
3- Faça fotos da criança sozinha e mostre no LCD da câmera o quando ela esta linda.
4- Crianças “normalmente” não suportam mais que meia hora de fotos, portanto não deixe o ensaio cansativo tentando fazer ela beijar a barriga da mãe. Deixe isso acontecer naturalmente e se acontecer.
5- Fotos posadas com crianças menores de 8 anos é muito difícil, deixe o ensaio ser espontâneo com situações engraçadas e divertidas, para que eles sintam o prazer de estarem ali.
6- Peça para que a mãe leve lanche, suco ou algo que acalme a criança num momento de stress que pode vir a acontecer.
7- Um adulto acompanhante que a criança goste é muito bem vindo. Essa pessoa pode ajudar muito em momentos que a criança cansar ou quando as fotos forem só com os pais.
8- Não tenha pressa. Um ensaio destes pode demorar atá uma hora a mais do que o normal.

O principal de tudo é respeitar o momento desse irmãozinho e da família. Com calma e amor com certeza o resultado será incrível!!!

Um bj
Até a próxima :-)

01Fernanda Giarato

Notícias relacionadas