Fotos de comida para ajudar quem tem fome

por Revista FHOX Publicado há 10 meses atrás | por Leo Saldanha
techinsider image
Foto: Tech Inside

Confesso que fiquei surpreso em descobrir o app Dysh. Quanto mais você posta fotos e curte os posts dos outros, mais pontos você gera e doa alimentos para uma instituições sem fins lucrativos. A matéria do Tech Insider mostra como a tecnologia e os apps podem ter impacto real na vida das pessoas. Mesmo quando se trata de uma mera foto daquela comida que você vai postar no Insta ou aqui no Face.

O aplicativo lançado em fevereiro passado pode ser explicado em uma frase: é um Instagram só de comida. Nele você segue e é seguido por quem quiser só que tudo é sobre sua última refeição. Você cria uma conta, compartilha aquela selfie do cachorro quente que estava delicioso e faz isso sem culpa de estar enchendo o feed de alguém com as suas “gordices”.

Foto: Tech Inside
Foto: Tech Inside

Creio que a função mais engenhoso do aplicativo é mostrar os restaurantes próximos e o que os seus amigos do app curtiram e recomendam. Fora isso existe uma Explore (igual ao Insta) com as hashtags relacionadas a algum tema culinário. Pode ser comida japonesa, lanches ou só fotos de pizza. A ferramenta tem verdadeiras competições em busca de mais curtidas baseadas em hashtags específicos.

slack for ios upload-1.png

De forma acertada, os criadores do aplicativo conseguiram criar um espaço que elimina o preconceito com retratos de comida. Ou seja, é um Instafood da vida e isso é bacana porque criou uma comunidade onde as fotos gastronômicas não são rejeitadas, na verdade é o contrário. São estimuladas e recompensadas. Tudo funciona como um jogo. Com notas e avaliações de tudo o que é postado. Aliás, a matéria mostra que várias celebridades do YouTube, Instagram, Snapchat e Twitter aderiram ao time do Dysh em março passado para aumentar o fluxo de usuários.

slack for ios upload-1.png

O maior destaque desse case são os donativos. #dyshfeeds ajuda diversas instituições sem fins lucrativos nos EUA. E o aplicativo ainda indica quantas refeições foram doadas em nome de cada usuário. E como está indo? Parece que muito bem. Pois até aqui a empresa digital está com uma média de 10 mil refeições doadas por mês. O tipo de iniciativa que seria fantástica para o Brasil. Alguém com fome de mudança?

http://www.techinsider.io/dysh-food-photo-charity-hannah-hart-youtube-2016-5 

Notícias relacionadas